Buscar

4o Festival Mulheres Tatuadoras

Atualizado: 21 de Set de 2018


Quando a merda política se instaura quase por completo, paro para prestar atenção nas mulheres e seus projetos revolucionários incríveis. Flerto com a anarquia o suficiente para acreditar nas transformações acontecendo debaixo para cima, da sociedade civil organizada matando no peito, se ajudando e criando a cena que não existe , porque não dá tempo de esperar as instituições resolverem nos processos democráticos. Há 10 anos atrás qualquer papo sobre MACHISMO era coisa de maluco. Hoje tá todo mundo começando a entender que os comportamentos têm que ser revistos, desnaturalizados, curados. Não veio do governo nem do sistema de educação a transformação comportamental. Veio de mulheres criativas, organizadas em esquema de guerrilha de informação, filosofia, manifestação, arte, coletividade (etc) que não abaixaram a cabeça para ninguém nos últimos anos


No último final de semana visitei o Festival Mulheres Tatuadoras, que em sua 4a edição, levou 11 tatuadoras e 1 bodypiercer para o Bairro Riachuelo, na zona norte do Rio. Um evento produzido pela maravilhosa Lis (@tatudona) que idealizou um espaço de fortalecimento, apoio e troca de afetos entre mulheres que enfrentam o mercado de trabalho da tatuagem que, como muitas pessoas sabem, é um mercado extremamente machista e racista


Para quebrar com esse fluxo opressor e excludente Lis reuniu mulheres de diferentes estilos, lugares e tempo de profissão, desde aprendizes à profissionais de renome, todas compartilhando o mesmo espaço com muito respeito e amor!

A essência do fortalecimento de vínculos afetivos e profissionais entre mulheres preencheu todos os cantos do casarão azulejado - e skatável - na zona norte da cidade. Enquanto a galera esperava para se tatuar trocando uma ideia nos sofás e na pista de skate e os pequenos brincavam para lá e para cá, onze tatuadoras rabiscavam nos seus clientes seus trampos expostos nos painéis que decoravam todo o ambiente em uma espécie de galeria de idéias prestes a serem eternizadas em peles dispostas


Foi uma delícia o contato com um projeto de mulheres tão organizado, já amadurecendo na sua quarta edição, e criando espaço para tatuadoras de todo o Brasil, independente de tempo de experiência, estilo ou trajetória. Se liga na inspiração girlpower transbordante a seguir! Cliques da Pipa Souza.



  • Instagram - Black Circle